Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Paga o que deves

Como infelizmente não estou em nenhuma lista VIP e gosto sempre de pagar as minhas dívidas a tempo e horas fui às Finanças tirar a senha e aguardar pela minha vez. Estão trinta pessoas à minha frente e eu deixei o Guerra e Paz em casa.

Sentado, a por em dia o que dizem as redes socais, vou ouvindo queixas do governo, reclamações das grandes paragens que os funcionários usufruem e conversas sobre dietas. Vou olhando várias vezes para a senha na esperança que o número encolha.

No meu lado direito estava sentado um senhor com uma certa idade a ler As Memórias da Segunda Guerra Mundial. Espero que o senhor não esteja a espera da sua vez desde essa altura.

O placar emite um som maravilhoso, o som que indica que chegou a minha vez. Entrego a minha senha toda amarrotada e sou atendido. Pago o que devo e saio mais pobre mas com um sorriso de liberdade estampado. Boa sorte senhor da Segunda Guerra.

Só eu sei

Depois de lavar uma pilha de loiça de uma grande jantarada nada melhor do que ir à bola para despejar frustrações para cima dos árbitros.

Antes do jogo começar vejo o Ewerton a apontar para o céu e penso logo que vem aí carga de água. Afinal não veio chuva só mesmo um vendaval de golos. Pelo meio alguém gritou “Deixem jogar o Slimani!”.

Intervalo e estamos a ganhar por três a zero. Um Sportinguista já não está habituado a estar a meio do jogo com uma vantagem tão grande. Há quem acredite que o Sporting ainda pode ser campeão.

Começa a segunda parte e reparo que existe um tipo com um casaco igual ao meu. O Nani faz o quarto golo de penaltie e depois vem a tremedeira do costume. Paulo Oliveira é expulso e o Vitória marca um golo estranhíssimo.

Acabou 4-1 mas um jogo para ser do Sporting tem que ter sempre algum tipo de sofrimento. Saí do jogo de cabeça erguida e pronto para caminhar até ao carro que se encontrava quase fora de Lisboa.

Dia do Pai

Querido Pai fiz este belo desenho para ti.

Agora que cumpri a minha obrigação logo pagas o jantar.

 

 

diadopai.jpg

 

Coboiada animal

Estava eu prestes a devolver a Boneca, a gata do jardim, ao seu habitat natural para sair de casa quando aparece Oscar o labrador que tem uma especial apetência para perseguir gatos. E assim ficaram eles frente a frente com apenas uma porta de correr de alumínio semiaberta a os separar.

A minha casa transformou-se assim num local de duelo ao por sol só faltando a bola de feno a ser levada pelo vento, a música de Ennio Morricone a tocar e o sol a pôr-se. A Boneca era o cowboy de bigode e o Oscar o que mastigava tabaco. Eu fui o valente Xerife que corajosamente travou o duelo ao descer o estore e que conseguiu escoltar a Boneca pela porta do prédio até sitio seguro.

Se o duelo tivesse acontecido não saberia dizer quem seria o grande vencedor mas uma coisa é certa, se o Oscar chegasse a entrar na minha casa seria eu o grande derrotado.

 

                                             frenteafrente.jpg

 

Desculpe, esse bebé é seu?

Hoje, altamente medicado por um genérico antialérgico, andava pelo centro comercial quando avistei uma conhecida que levava um carrinho de bebé. Disse-lhe olá e segui o meu caminho. Só depois é que pensei: Será que é o filho(a) dela?

Comecei então a viajar até ao passado para encontrar na minha memória por turnos a última vez que a vi. Deve ter sido no final do ano passado e não parecia de todo gravida. Não, se calhar foi á mais tempo. Eu estive foi com o marido dela e ele não tinha ar de estar gravido. Mas sim começo a recordar-me que se falou que ele estaria prestes a ser pai.

Resumindo, passei por ela e mostrei total indiferença ao seu recém-nascido porque pensei que não era dela. Espero que o lapso de memória seja um efeito secundário do Cetirizina Ratiopharm. Segui o meu caminho até ao hipermercado para comprar panos multiusos. Espirrei.

2 Gatos, 2 Cães e um Toni

Mal o estore começa a subir e já a gata de nome Boneca se prepara para uma visita à minha casa. Entra a miar, começa a distribuir turras e roçares e acaba por se deitar com um ocasional rebolar. Quando dou por mim já sou um fotógrafo perito em gatos com vários trabalhos expostos no facebook.

O Boneco, o outro felino do jardim, a maioria das vezes só aparece no jardim para comer, não se aventura para dentro da minha casa porque tem mais que fazer.

Óscar o labrador é um cão que adora ir atrás da bola mas ainda não percebe muito bem que tem que a devolver se quer voltar a persegui-la. Ladra e até bate com a pata na janela normalmente com duas bolas na boca. Uma bola azul já deixou de rolar mas mesmo assim continua a ser a preferida dele. A Lassie era famosa por resgatar pessoas enquanto o Óscar resgata bolas em sítios inóspitos e os meus chinelos se eu os deixar a jeito.

Por último existe o Guma que já não vai para novo e cujos passatempos são ladrar e dormir junto ao portão. Só entra na minha casa porque já não vê muito bem e pensa que está na dele.

 

                                gata.jpg

 

5 Anos Sem Pagar

12 Anos Escravo é um filme sobre um homem negro livre que é raptado e vendido como escravo, 7 anos no Tibete é a história de um alpinista austríaco que se torna amigo do Dalai Lama e 5 Anos sem Pagar é sobre um primeiro-ministro que estava convencido que não era obrigatório pagar Segurança Social.

5 Anos sem Pagar pode muito bem ser a grande oportunidade de Portugal levar para casa o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro e até uma nomeação para Melhor Ator.

Há que levantar a cabeça

Só de pensar que ia estar a trabalhar na altura do FC Porto x Sporting já sentia um estiramento na face anterior da coxa esquerda. Vesti a minha camisola verde com riscas brancas que adquiri nos saldos da Quebramar e antes de me por a caminho preparei-me mentalmente para todos os resultados possíveis.

Houve diretos dos hotéis onde estavam hospedadas as equipas e o entusiasmante acompanhamento dos autocarros até ao estádio. Os motoristas apesar do nevoeiro não se perderam.

A bola já rolava e eu sempre que espreitava o jogo só via Porto. Foram 3 os golos do Porto e podiam ter sido mais. Não vi nada do pós jogo, fui direto a casa e só liguei a televisão para ver o Frank Underwood como Presidente dos Estados Unidos. Há que levantar a cabeça.   

De sorte o Verde não tem nada

Era para ser a noite da r3virav0lta mas de reviravoltas só houve as que eu dei no sofá. O Sporting fez uma boa exibição, teve mais que oportunidades para marcar pelo menos um golo mas nem isso conseguiu.

O guarda-redes Benaglio nasceu na terra de queijos mas infelizmente não deu buraco e até o poste foi amigo dele. O verde até pode significar esperança mas de sorte o verde não tem nada, excepto claro se for um verde germânico.

Ao chegar a casa um vizinho benfiquista perguntou-me se já tinha mudado de clube. Claro que nunca irei mudar, o vermelho águia sempre me fez confusão e nunca fui adepto de colinho. No meu lar tinha uma fatia de bolo de chocolate e baba de camelo gentilmente cedidas pela vizinha de cima para afogar as minhas mágoas. Para o ano é que é.

Traz outro saco também

Não estou preocupado que o Sócrates continue preso nem com a Grécia e nem sequer com o clássico de domingo. O que me chateia mesmo é o saco estar a 10 cêntimos a unidade.

Já coloquei 3 sacos no porta bagagens no carro mas só na altura do pagamento é que reparo que não trouxe nenhum e é algo chato pedir à menina da caixa para esperar um bocado que vou só ao carro que por acaso se encontra estacionado no piso -2 encostado a uma coluna com números que assim de repente me lembro quais são.

Mas já que temos que andar sempre com um bem que o podemos personalizar com frases, desenhos ou autocolantes. O meu até ficou catita apesar do nabo que vinha de origem.

 

                                                 saco.jpg