Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Dia de Casamento

Dia de levar finalmente o fato a apanhar ar, dar uma engraxadela nos sapatos seminovos e pedir a alguém nas proximidades que tenha a habilidade de fazer o nó de gravata.

É ir a missa e ouvir a música do Gladiador e o padre a falar sobre vinho. É a altura em que se pode atirar arroz às pessoas sem ser agredido ou considerado maluco.

Come-se e bebe-se como se não houvesse amanhã enquanto se vê vídeos e fotos da despedida de solteiro que não se marcou presença por trabalhar por turnos.

O inicio da música é o assinalar da oportunidade única de mulheres e homens com mais de 60 de dançarem com gente mais nova. 

É por a veia artística ao de cima para praticar a arte de sujar o carro dos noivos e entregar envelopes com dinheiro á vista de toda a gente. Usar só notas de 5 euros para parecer que é mais dinheiro do que realmente é.

No dia seguinte é acordar com uma cabeça bastante pesada e ter apenas uma vaga ideia do que aconteceu no dia anterior. É lembrar-se, passado uma semana, que ainda existe uma fita presa na antena do carro.  

Exames Médicos

Uma pessoa acorda cedo e algo enfraquecida por não ter nada no estomago há bastantes horas e como se isso não chegásse ainda vai ficar com menos sangue.

Cheguei à clinica e puxei a porta que afinal era para empurrar, entrei no elevador, carreguei no 2º andar mas saí no -1. Na segunda tentativa a coisa correu melhor e cheguei ao andar pretendido onde estava à minha espera um inquérito e uma visita obrigatória á casa de banho.

Também visitei a balança e apesar de já não a ver há algum tempo ela mal notou a minha presença e acabei o dia clinico a carregar num botão com a testa e a dizer letras.

Mas nem tudo foi mau, acabei por receber um elogio à minha forma física por parte de uma enfermeira. Ela disse que eu tinha uma boa veia…

A minha vida não é fácil

Tempos difíceis estes. O meu carro, que já não vai para novo, travou uma luta titânica pelo papel verde no final da inspeção. E depois de pagar a dolorosa conta na oficina li na secção Dicas dos Astros da Dica da Semana que em questões de dinheiro vou ficar surpreendido ao verificar o meu saldo. Ganhei todo um novo respeito pela astrologia

Mas nem tudo são más notícias, li também que um órgão das Nações Unidas afirma que os insetos são alternativa ao consumo de carne com vantagens para a saúde e para o ambiente. Finalmente chegou a altura em que vou ser eu que vou passar a picar as melgas.

Já no final do dia reparo que já se está a formar outra grande borbulha na minha testa e descobri que a minha prima de 8 anos passou a ser cinturão amarelo no karaté. Vou já começar a juntar dinheiro para no próximo natal estar prevenido com umas caixas de Hirudoid.

Este texto foi escrito SEM a inspiração da Nossa Senhora de Fátima.

Termo de responsabilidade, arpões, futebol e touros

Esta semana alunos do 4º ano assinaram um termo de responsabilidade para não usarem telemóveis antes dos exames. A ver se obrigo o filho do meu vizinho de 3 anos a assinar um termo de responsabilidade para não me incomodar, mais que uma vez, para ir jogar á bola. Aceito também carimbo ou impressão digital.

No Brasil uma mulher sobreviveu a um disparo acidental na cabeça de um arpão que estava a ser limpo pelo marido. Por cá aconselha-se às mulheres que escondam os arpões dos maridos a partir das 20.30h.

Em dia de clássico deixo aqui um aviso aos benfiquistas de Viana do Castelo. Se logo a coisa correr bem não façam a festa em tons de vermelho porque há dois touros à solta por essas bandas.

Bad Boy

Homem que é homem não se preocupa com regras e não tem medo de por a vida em risco:

Não rói canetas, rói lápis porque pode sempre ficar com uma farpa.

Come bolos de coco cujo prazo de validade acabou há 6 dias.

Põe uma embalagem de cartão no ecoponto amarelo.

A conduzir não deixa que os pombos atravessem na passadeira.

Não têm Via Verde e sempre que para na portagem deixa lá o recibo do pagamento.

Allgarve Experience

Algarve em Maio é bonito. Pode não haver as mega festas de verão na praia mas há animação nas estradas. É ver o belo do tuga é ignorar sinais de stops em cruzamentos, virar à esquerda quando a sinalética não o permite e fazer uma rotunda de bicicleta, com trânsito, pela esquerda.

É entrar em zonas em que a língua materna não é o português, responder aos acenos de jovens inglesas e encontrar mulheres com um penteado de miss Holanda 66.

Executei, com bastante convicção, o meu primeiro mergulho do ano e almocei pela primeira vez num restaurante do Pingo Doce.

E com tudo isso a acontecer passaram-se 5 dias em terras algarvias e nem sequer me tiraram uma foto á beira-mar….