Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Aquaman por turnos

Lá fora a chuva aconselhava a não sair de casa mas trabalhar por turnos não é fácil e a noite era de trabalho. Sem chapéu-de-chuva (Homem que é Homem não precisa disso) fui a correr em direcção ao carro. Sempre funciona como incentivo ao desporto.

Num curto espaço de tempo o asfalto tinha-se transformado em centro de treinos para o Michael Phelps. O meu carro que nunca foi um bom nadador atravessou as piscinas a custo.

Por momentos transformei-me num Aquaman por turnos e o meu carro num cavalo-marinho. Mas o cavalo não estava nada bem e depois de alguns soluços acabou por padecer em plena A5.

Acabei por ter motorista até ao local de trabalho mas o senhor não tinha Ferrero Rocher nem sequer malas com grandes quantidades de dinheiro para oferecer. Parte da noite laboral foi passada em busca de submarinos baratos no OLX.

Camisola 44

Ele era o número 1. De alcunha o Ministro vestia as cores de Portugal com tons rosa e ditava as leis do jogo. Comandava Portugal ao seu belo prazer. Depois de umas temporadas menos conseguidas e sujeito a grande pressão por parte dos adeptos decidiu terminar a sua carreira. Foi para França onde se tornou o Filosofo.

Regressou a Portugal, com bastante mediatismo, para ser comentador e aos poucos parecia querer voltar ao ativo. Só que erros do passado chegaram para o atormentar e de um dia para o outro foi obrigado a se transferir para Évora onde enverga agora o número 44 e passou a ser o Corrupto.

Corre Monge! Corre!

Não há nada como acordar num domingo de manhã para ir correr. Depois de pedir emprestado um alfinete de dama passo a ser o trezentos e trinta e três e fico pronto para ir para o meio da serra de Sintra.

O percurso não é nada fácil com muitas subidas e descidas a pique, pedras e lama para escorregares e ramos prontos para irem de encontro à tua cabeça. Há quem exclame que o melhor prémio vai ser o de estar deitado o resto do dia e há quem já se estique ao comprido numa mini ponte de madeira.

Garrafas de água são entregues no caminho para os corredores poderem se refrescar mas há que ter atenção para o sítio onde as atiras. A tua garrafa usada pode muito bem ir na direção de um polícia.

Uma hora e vinte e oito minutos depois terminei a prova e tive direito a sumo, um pão com chouriço e uma t-shirt da Corrida do Monge. Só não ganhei uma estadia num mosteiro porque não fiz a prova com sandálias.

 

.

Diga não ao chuveiro

A legionella chegou a Vila Franca de Xira e de repente passámos a ter medo de gotículas de água. Já não se pode ir ao jacuzzi diário e nem sequer tomar duche. Se for um adepto convicto do duche sempre pode desinfetar o chuveiro com lixivia. Há quem tire a cabeça do chuveiro e pense que a situação fica resolvida.

Últimas notícias dão conta que o surto de Vila Franca já chegou a Angola e ao Peru. Depois do pastel de nata Portugal consegue também exportar legionella.

Já há suspeitas mas ainda não há confirmações acerca do foco do surto. Se tivessem posto o Duarte e Companhia a investigar o caso por esta altura já tinham encontrado a origem da legionella.

Eu cozinho para sobreviver

O site com a receita escrita e o vídeo demonstrativo está aberto e tenho todos os ingredientes e tachos necessários. Existem condições para a elaboração do frango à Toni.

O frango já está a fritar e eu no facebook a conversar. Com o frango devidamente bronzeado junto os cogumelos e um cálice de vinho do Porto que veio no último cabaz de natal.

De seguida junto a sopa de rabo de boi... raios eu sabia que me tinha esquecido de algo. Deixo o frango no mínimo e começo a preparar a sopa de nome duvidoso.

"Depois de juntar a sopa deixar a cozinhar entre 10 a 15 minutos." Aponto para 13 minutos e escrevo no computador a hora é que estará pronto. Eu tenho um temporizador de cozinha que me podia auxiliar mas desde que esteve nas mãos do filho do meu vizinho nunca mais foi o mesmo…