Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

A minha Hora do Bolo

Tenho mais playlists no Spotify do que filmes realizados pelo Tarantino mas é complicado fazer uma de apenas uma hora. Lá acabei por me decidir e enviei o mail com a bela da lista de uma hora e um minuto a ver se passava. Responderam com um "Vamos a isso" mas como tinha a semana preenchida só poderia ser num dia da próxima. Como trabalho por turnos e é complicado só pude ir numa quinta-feira.
Cheguei ao edifício e tinha posters da rádio Radar, Amália e Sudoeste. Se me engano na porta corro o risco de passar músicas da Carminho ou do Justin Bieber. Apesar da porta não ter indicação acabei por entrar no sítio certo.
Há quem tenha um tema para a hora, quem faça uma grande quantidade de referências a bolos e tipos de fatias e quem faça autênticos monólogos só para falar de uma música em particular. Eu não tinha feito grande trabalho de casa, nem sabia bem em que músicas queria falar.
Quando ouvi a minha voz paniquei um bocadito. Não gostei de me ouvir e tenho uma maneira estranha de falar que se agrava na rádio. Quem estava a gravar o acontecimento ia se rindo, agora não sei se era dos disparates que dizia ou da minha desgraça radiofónica. Disse motherfucker na radio o que nem todos podem dizer o mesmo e dediquei uma música ao Óscar, o cão a quem eu atiro a bola todos os dias. Tive a grande oportunidade de dizer Tom Waits aí uma beca mas não o fiz e para sempre ficarei arrependido.
Só no final é que me disseram que o programa iria passar no sábado Aleluia e eu com tanta referências pascais que podia ter feito...
Houve uma quantidade considerável de inconscientes que pediram-me o link do programa e outros que ouviram pela rádio. Tive amigos que ouviram pela primeira vez a Radar e das quatorze músicas que passei só conheciam uma. Houve até quem disse que eu só passei músicas tristes o que até não deixa de ser verdade. Se eu tivesse um psicólogo ele teria muito material para falar comigo. Devo estar a atravessar o meu período azul.
Agora já posso dizer que trabalhei numa rádio mas nunca pensei que trabalharia numa que não fosse a Popular.

 

 

                                                               2016-03-25 02.04.49.png