Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Afónico por turnos

Comecei a sentir a voz a desaparecer depois de um concerto de Tindersticks, o que dito em voz alta, não abona nada em meu favor.

No dia seguinte até tinha alguma piada, com a voz rouca podia fazer sensação no sexo feminino ao falar-lhes ao ouvido, mas a voz ia se lentamente apagando. Parecia um Leonard Cohen de quinta categoria, um Olavo Bilac desta vida. Com a voz a desaparecer fui ganhando atributos de mimo. Estava pronto para fazer atuações na rua ou para jogar o Party & Company.

A futebolada no final do dia com os amigos também fica mais complicada. Não sou propiamente uma pessoa que fale muito mas dá algum jeito avisar que estou sozinho em frente à baliza. Com tanto esbracejar parecia um assistente de bordo a mostrar as saídas de emergência. A única vez em que a minha voz se fez ouvir foi quando sofri um valente pisão.

No dia seguinte, estava a trabalhar de noite na altura da visita do Sporting ao estádio do Nacional e a minha voz não mostrava melhoras. Levei post-its com as palavras que mais digo quando exerço as minhas funções e com incentivos ao Sporting. Quando o William falhou o penalti encontrei em mim um grito de revolta e com o passar do tempo do jogo quase que comi um post-it. Escusado será dizer que não utilizei o post-it que dizia “Goooolo!!”.  

 

                                                postit.jpg