Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Correr até ao fim da Europa

1889 foi o ano da inauguração da torre Eiffel, o ano em que nasceu o Charlie Chaplin e foi o número que eu usei durante dezassete quilómetros pela serra de Sintra.

Mais uma vez paguei para acordar cedo num domingo. É das poucas alturas da vida em que tenho um número na camisola preso por alfinetes de dama, um chip nos atacadores e atiro garrafas de água para o chão sem sentir remorsos.

A prova era dura, com bastantes subidas, e ganhava motivação sempre que via senhores de alguma idade a ultrapassarem-me. Posso não ganhar a corrida nem ficar perto disso mas ao menos não queria ficar atrás daquele senhor que parecia ter idade para ser meu avô.

Uma hora e meia depois terminei a corrida e tinha uma sandes, uma napolitana, uma garrafa de água e uma revista de corrida à espera. Na capa dizia "Venham mais 5" o que naquele momento não era de todo o meu sentimento.

Na camisola da prova diz "Dificilmente haverá prova mais bonita..." De facto depois dos dezassete quilómetros as minhas pernas ficaram comovidas. Se eu escrevesse pelos pés hoje não teria feito este texto.

 

                      

      corrida123.jpg