Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Onde pára o jogador?

O mercado de transferências está aberto e existe criatividade aos molhos para encher os jornais desportivos. Há jogadores que já estão praticamente contratados mas que nunca chegam perto do clube em questão. Outros até aterram no país, curtem a noite e acabam por voltar sem acordo.

É a altura ideal em que a notícia de um jogador finlandês a jogar na segunda liga húngara esteja prestes a ingressar num grande do futebol português seja considerada válida. Os photoshopers desta vida aparecem em grande destaque nas redes sociais e até nos jornais.

Existem familiares que confirmam transferências e outros que não aprovam mas no final quando são oficialmente confirmadas vem pedir desculpa. A mulher pode ou não acompanhar o jogador. Seguindo-me pelas últimas transferências sinto que apesar de ser demasiado velho para começar uma carreira futebolística ainda sou muito novo para ser jogador do FC Porto.

No meu entender os programas de debate desportivo nesta altura deviam ser constituídos por uma vidente que lançava as cartas a cada possível transferência, um ávido frequentador de tabernas acompanhado da seu copito de vinho e um funcionário do aeroporto de Lisboa e outro do Porto para informar se o jogador está ou não a caminho.

2 comentários

Comentar post