Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Há que levantar a cabeça e limpar a casa

Sempre que reparo que a minha casa precisa de uma limpeza dedicada, digo para mim que quando estiver de folga ela irá ficar limpinha, limpinha. Chega a folga e a vontade não existe.

Quando finalmente ganho coragem para começar a limpar a casa, os animais do jardim decidem fazer visitas. A gata Boneca decide que é um bom dia para entrar na minha casa e fazer uma tour. Apesar de ter comido há pouco tempo, vai miando, rebolando e roçando em tudo o que puder roçar. O labrador Oscar acha que é uma boa altura para eu chutar a bola. Se não lhe der atenção começa a choramingar e a cuspir a bola para dentro de casa.   

Com os animais fora do caminho, está na hora de comtemplar, com horror, o estado da minha habitação. Limpar atrás do fogão é lembrar os almoços e jantares que tive por casa. Ao lavar o micro-ondas recordo-me daquele molho que pus a aquecer por um minuto e que a meio da viagem decidiu saltar do tupperware e cobrir o seu interior. Nunca deixo que os pequenos problemas me apoquentem. Só lavo a loiça quando ela chegar à minha altura.

O pó irrita-me solenemente. Eu lembro-me perfeitamente que ainda há três dias tinha passado o pano pela cómoda e hoje estava novamente carregadinha de partículas.Tenho meias para enrolar em cima do sofá. Se calhar é uma boa altura para guardar a ventoinha. Nas portas envidraçadas consigo ver as marcas da passagem dos filhos do meu vizinho, mas os vidros vão ter que ficar para outra altura. Já tive a minha dose diária de produtos tóxicos.       

 

 

                                   limpar.jpg

 

A Invasão

Atacam bem cedo e aos pares. As empregadas de limpeza chegam com o nascer do sol e a falar, normalmente noutra língua, em alto e bom som.

Quando dás por ti já estás de pés no ar para a senhora passar a esfregona pelo chão, o teu teclado escreveu coisas estranhas e o monitor apagou-se após a passagem rápida mas eficaz de um pano.

As casas de banho ficam ocupadas, há baldes cheios de água em sítios pouco recomendados e o teu copo de plástico que tinha quantidade certa de água para matar a tua sede já foi parar ao lixo.

O aspirador está na potência máxima e vês assim sugada a tua pequena hipótese de fechar os olhos por um bocadinho...

Memórias

Há quem diga que recordar é viver e esta semana foi repleta em memórias.

Andei numa pesquisa intensa por gavetas e caixas da minha casa à procura de papéis para o IRS. Encontrei bilhetes de viagens, manuais de montagem de móveis do Ikea, recibos de compras de 2009 e fotos tipo passe com mais de 7 anos.  Achei tudo isso mas não vi o meu primeiro autógrafo. Era um post-it com a assinatura da Dina, a do "amor de água fresca", e ficou para sempre perdido...

Esta semana serviu também para relembrar almoços e jantares que deixaram a sua marca. Fiz uma limpeza ao micro-ondas.

Um dia atribulado

O Sol finalmente apareceu e as piadas sobre o Sporting que oiço no café onde compro o pão desapareceram.

Os pássaros cantavam, as flores desabrochavam e eu de janelas abertas a receber a primavera quando recebo uma visita inesperada. Uma vespa entra, como se fosse tudo dela, pela casa a dentro, faz uma rápida tour e sai, ao que parece, não muito impressionada com o que viu. Mas afinal estava redondamente enganado, ela voltou e trouxe amigas. Num espaço de minutos vejo-me rodeado de 4 vespas. Por momentos fiquei desnorteado mas agarrei a vassoura e agarrei o Dum Dum e consegui afugentá-las. E tudo isso sem ser picado e nem sequer intoxicado.

Mas o dia ainda tinha muito mais para oferecer. Decidi ir lavar o chão com uma nova esfregona que comprei. Até agora tudo normal até ao momento que não consegui enroscar a esfregona ao cabo. Até agora nunca tinha tido problemas com esfregonas até que decidi comprar uma supostamente melhor e ela não encaixava com o cabo. E então num momento de desespero usei uma simples fita-cola para juntar o à partida inconciliável. E toda uma luta desigual acabou por resultar numa limpeza mais ou menos bem-sucedida à casa.

E no final deste estranho dia descubro que o Justin Bieber faz publicidade a uns ténis que eu comprei há pouco tempo. Tenho que ter uma profunda reflecção sobre a minha maneira de estar na vida. 

Se eu tivesse

Se eu tivesse um Ferrari não passaria a vida a tirar do limpa pára-brisas papéis do senhor Tomás que compra carros velhos.

Se eu tivesse uma empregada não teria que invadir com uma esfregona o local inóspito que existe por de trás do meu fogão.

Se eu tivesse ido na conversa do meu avô quando era mais novo era do F.C. Porto e não me chateava tanto a ver a bola.

Se eu tivesse uma máquina de café nespresso teria que deslocar-me uma boutique para comprar capsulas e havia a forte probabilidade de ser atendido por uma mulher bem-apessoada.

Como tenho uma do pingo doce tenho que me dirigir ao supermercado e habilito-me a ajudar velhotas a tirar produtos das prateleiras de cima... 

Vou mas é enrolar meias

A máquina de lavar roupa foi sempre algo que me transcendeu. Ao fim de quatro utilizações supervisionadas já a consigo tratar por você. Executo todos os passos que me ensinaram e ao fim de hora e meia apareço para retirar a roupa. Agora não sei se é do detergente que ponho ou se faz parte do funcionamento da máquina mas de quando em vez desaparece uma meia.

Outra coisa que me ultrapassa é que se já existe tecnologia para levar o homem há lua, se já existem esquentadores inteligentes e também já existem champôs que eliminam a oleosidade como é que é possível não existir uma máquina que enrole meias!

Ah e como sou um homem rude nunca ponho amaciador na roupa…

Cenas que aconteceram

Fernando Ulrich, presidente do BPI, acerca da austeridade no país respondeu “ Se os sem abrigos aguentam porque é que nós não aguentamos?”. Eu respondo: Caro Fernando se o Beckham aguentou doar os seus salários para caridade tu também aguentas!

Saiu um estudo que diz que os homens que se dedicam às tarefas domésticas têm menos relações sexuais. Se apesar destas provas cientificas a mulher continuar a pedir ao homem para fazer as tarefas o mais certo é por ela ter um amante.

Na Irlanda a empresa alimentar Burger King admitiu que hambúrgueres estiveram contaminados por carne de cavalo. Finalmente hambúrgueres em que nenhuma minhoca foi ferida no seu processo.

No futebol, a confusão impera no Sporting. Numa sessão de esclarecimentos Daniel Sampaio foi atingido por ovos. Sendo do Sporting com certeza que foram ovos comprados na secção gourmet do El Corte Inglés. O Sporting não conseguiu contratar um avançado, perdeu o jogo contra o Rio Ave mas ganhou uma defesa goleadora.

A Nereida está novamente disponível para outro jogador de futebol e Coco Brown quer ser a primeira estrela porno no espaço. Finalmente será observado como o silicone reage à falta de gravidade.

Homem que é homem lava paredes

Hoje pus a vida em risco por causa da humidade: foi dia de lavar paredes.

As paredes que em tempos eram brancas agora começaram a ficar com tons pretos ameaçadores. Subi, desci, passei por de baixo e saltei de escadotes com mais de dois degraus sem nenhuma queda ou arranhão.

E fiz tudo isso enquanto estava em contacto com a lixivia. Consegui evitar o contacto direto com o produto mas temo que amanhã pela hora do almoço a minha carne de porco frita irá cheirar a lixivia do pingo doce.

Foram 3 horas complicadas que resultaram em paredes semi-limpas que o mais certo é durarem pouco tempo porque deve chover nos próximos dias.

Não sei se é ainda o efeito da lixivia a falar mas creio que valeu a pena o esforço. Curiosamente deu muito mais trabalho lavar paredes que desfazer a árvore de natal…