Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Trabalhador de Agosto

Trabalhar em Agosto é encontrar poucos carros na estrada e os que por lá andam conduzem de maneira bastante alternativa e dizem que "está pouco traffic". Nas proximidades do trabalho encontras lugares que antes eram inatingíveis. Se tiveres a colaboração do segurança até podes estacionar no lugar do patrão que está de férias no Allgarve

Há mais gente nos corredores em direção ao bebedouro e as conversas giram em torno de quem está quase a ir férias e de quem já voltou mas que já ia de novo. Pelo facebook há fotos de praia, piscinas, pés, contagens decrescentes para férias e alguém a espalhar good vibes. 

Enquanto vou trabalhando vou trauteando esta canção:

 

Meu desagradável mês de Agosto 

Em que vou passar os dias a trabalhar 
Trago olheiras no rosto 
Meu desagradável mês de Agosto 
e trago café para me ajudar

Areia a mais para o meu polibã

Está um bocadito de vento mas na praia deve estar bom pensava eu. Mal coloquei o protetor solar e uma rabanada de vento cobriu-me de areia. Não bastou muito tempo até que um cão miniatura se aproximar de mim e pensar que eu era finalmente o croquete gigante que tanto tinha pedido na passagem de ano enquanto comia a sua ração com passas.

Tenho a toalha cheia de areia e vou passando o dedo no telemóvel para saber das últimas das redes socias e para limpar o ecrã. Demorei um tempo até perceber quem é que me estava a ligar por causa do visor granulado.  A água que trouxe ganhou um novo sabor que bem pode se tornar na bebida deste verão: Aqua Sands of the Beach in the Evening.   

Não tenho uma camioneta mas cheguei a casa com areia a mais para o meu polibã.

Vítima de Caracoling

Saí de casa a pensar que seria apenas mais um domingo mas isso não aconteceu. E eu que só queria comer caracóis…

Cheguei disponível para comer uma bela pratada quando do nada oferecem-me rissóis e batatas fritas. Eu gentilmente recusei, disse que não queria misturar, e recebi logo olhares reprovadores. Na televisão passava um filme sobre um homem que dizia ser extraterrestre. Eu era o ET da mesa.

O tema da conversa era o caracol e o que ele sofria ao ser cozinhado. Via Google tentou-se saber mais sobre o bicho como a sua esperança média de vida que fica algures entre 5 a 10 anos. Descobrimos também que são surdos e ao lado da boca têm o seu aparelho genital.

E de repente duas pessoas juraram a pés juntos que as caracoletas gritam quando estão a ser assadas. Bastante cético com tal afirmação perguntei ao Google mas não obtive uma resposta científica e comprovada. Só uma rapariga afirmava isso no seu blog. Toda a gente sabe que o que se escreve nos blogs não é de confiança.

Perguntaram outra vez se queria batatas e o último rissol. Mais uma vez disse que não. Eu só vim para comer caracóis…

Eu gosto é do Verão

Na praia estão sempre a decorrer sessões de fotografia amadora. É bem possível encontrar uma jovem debruçada numa rocha. Podes também aproveitar e tirar fotos enquanto comes um gelado da Nestlé.

Não é preciso ir ao facebook para ver pés na areia. Pés de desconhecidos podem muito bem estar a centímetros da tua cara e até podem ser de outra nacionalidade. Os donos dos pés podem ter música esquisita a tocar para meia praia ouvir.

Se a praia estiver a abarrotar a única hipótese de fazer exercício físico é a fugir da maré que está a subir. Se houver algum espaço para utilizar uma bola convém saber pedir desculpa em mais que uma língua.

O creme protetor solar atrai areia e podes muito bem acabar barrado nela. Podes trazer para casa quase toda a areia da praia mas só o Camarinha consegue trazer todas as miúdas giras de lá. 

Meu querido mês de Julho

Querer ir à praia mas o sol está escondido.
Andar de avião cada vez mais parece ser um risco mas se for um voo da TAP o mais certo é ser cancelado.
Ler no jornal que mais um jogador do Benfica deixou o clube.
Ir cortar o cabelo e descobrir que a cabeleireira está de férias.
Tentar levantar dinheiro mas o multibanco do BES não têm.

O Caracol Assassino

Reza a lenda que, numa noite de verão, um caracol mais afoito estava prestes a fugir de uma morte certa quando, a apenas três rastejares da liberdade, é capturado pelo cozinheiro e colocado de novo no tacho.

Desde esse dia que o fantasma do caracol assassino tem assombrado os pratos e travessas dos apreciadores do caracol em busca de vingança.

Misturado entre os seus pares ele é o mais retraído o que obriga a despender bastante tempo na sua captura e à consequente destruição de uns quantos palitos.

Quando finalmente o apreciador consegue apanhar o aparentemente inofensivo caracol um violento jacto de molho sai disparado dele que danifica para sempre a t-shirt favorita e o comando de televisão, que estava esquecido em cima da mesa, fica para sempre peganhoso e a executar metade das suas funções.E como se tudo isso não bastasse ele escorrega-lhe dos dedos e aterra na sua garganta sufocando-o

Na próxima vez que estiver a comer caracóis tenha cuidado pois pode muito bem ser a sua última vez.

Exterminador 2 O Regresso

Voltam as noites quentes de verão eu estou preparado para as visitas.

Tenho a espátula a jeito, o martelo com cabeça de plástico porque era o mais barato, a frigideira e os óculos escuros que sempre dão algum estilo. Só não consigo encontrar o cutelo que no ano passado até deu algum jeito.

Venham eles pelo ar, pela terra ou pelas janelas, eu vou ser o vosso fim insetos de uma figa!

Hasta la vista insietios

 

 

Tony Verano

No outro dia estava eu muito bem a comer uma bela pratada de caracóis num tascazita quando começo a observar os preparativos para um evento que se iria lá realizar. Um piano eletrónico a ser montado e um tipo a fazer testes de som. Ao que parece a Carina ia cantar e encantar e eu que só queria comer mais um prato de caracóis.

Na semana seguinte fui a um restaurante de rodizio onde por lá atuava uma senhora com o seu piano eletrónico situada num mini palco que tinha um Titanic como fundo. Cantava greatest hits da música popular portuguesa para alegria de alguns velhotes que por lá dançavam. Até teve direito a um comboio humano a passar entre as mesas.

Ora se agora existe procura por esse tipo de entretenimento eu tenho que aproveitar essa oportunidade. Encontrei o meu teclado eletrónico que me foi oferecido quando eu era ainda uma criança, coloquei as quatro pilhas e funciona. Tenho vários tipos de pianos á disposição e a música “Wake Me Up Before You Go-Go” dos Wham! para os intervalos.

O nome artístico vai ser Tony Verano e os singles já estão escolhidos: “ O bacalhau quer fosfato”, “Apita o comboio se não estiver de greve”, Mas quem será o pai co adotivo deste governo” e “Eu trabalho por turnos”.

Brevemente numa tasca á beira estrada perto de si