Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Um dia de um dependente de séries

Aquelas pessoas que acompanham bastantes séries, que renegaram por completo os filmes e chegam a ver temporadas inteiras num só dia podem muito bem ter dificuldades em separar o real da ficção.

Quer sair de casa mas não encontra as chaves do carro. É a altura ideal para utilizar todos os conhecimentos que adquiriu nas sete penosas temporadas do Sem Rasto. Como não pertence aos Sons of Anarchy, não segue numa mota a alta velocidade para o local da venda de armas mas está no pára-arranca da Segunda Circular, na esperança que chegue a horas ao escritório. De vez em quando olha para os céus na esperança que a Rainha dos Dragões do Game of Thrones lhe ofereça boleia.

O chefe é tão ou mais palerma que o David Brent do The Office e está a chamar os funcionários um por um ao seu escritório. Mais uma vez, imagina que está num episódio do Game of Thrones e que vai ser o seu último dia no escritório. Pela secretária e no seu corpo tem espalhados vários post-its, que contêm pistas para puder fugir do escritório sem ser visto. Vai ser um Scofield desta vida mas sem levar ninguém com ele. Mas antes de fugir vai usar tudo o que aprendeu nos vários episódios CSI: Miami para descobrir quem é que avariou a sua impressora favorita, enquanto tira em e põe os seus óculos escuros.

No caminho para casa culpabiliza-se por na escola não ter estado mais atento às aulas de Química. Podia estar neste momento numa roulotte a fabricar metanfetaminas. Pensa que vai deixar a vida no escritório e, como viu as oito temporadas do Dr. House, sente que tem a capacidade e o sarcasmo suficiente para poder executar operações de alto risco.