Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

17.Jun.19

Revenge Of The Pimba

Queriamos um local para comemorar o Santo António, mas que fosse longe da confusão de Lisboa. Descobrimos que havia festa em Cascais.

À nossa esperava estavam filas e falta de mesas. Dividimo-nos em dois grupos: o grupo do comer e beber e o das mesas. A grávida tinha que ser a nossa enviada especial para conseguir arranjar um lugar sentado. Para a nossa refeição podermos tomar, um cartão era preciso comprar.

Conseguimos o cartão, mas ele não dava nenhum desconto em compras ou gasolina. Partimos rumo à segunda fila, que era uma espécie de comboio de três carruagens. Felizmente havia outra bem mais pequena, exclusiva a bifanas, caracóis e chouriços. Quem sardinhas quis provar, muito teve que esperar.

Estávamos em Cascais, por isso era possível encontrar quem estivesse demasiado bem vestido para um arraial. Entravam no recinto para perceber como é que os pobrezinhos brincavam aos Santos, usando o polo da Lacoste mais velhinho que tinham lá por casa. Houve até quem levou um cálice da cristaleira, só para beber o seu vinho. Os Santos há que festejar, mas o nível não pode nunca mudar.

Ao palco subiram dois senhores vestidos com fatos coloridos e intitulavam-se de Arrebimba o Malho. Um punha a tocar música popular portuguesa e outro dizia cenas variadas, tais como “Chuta!” ou “Quem sabe nunca esquece!”. Era uma espécie de Revenge Of The Pimba, só faltava aparecer o pequeno Saúl para cantar uma música. Nós, velhotes e cansados, lá acabámos por entrar no espírito da coisa e até fizemos algumas coreografias para a despedida. O Santo António já se acabou, mas a música pimba ainda agora começou.  

 

 

                             manjerico.jpg

 

O blog virou livro! Compre aqui.

 

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.