Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

Wait aí uma beca

A minha vida não é fácil

05.Abr.18

Toni, o procurador

Pediram-me para ser procurador na venda de um imóvel, porque o interessado ia passar fora as férias da Páscoa. Eu, sendo o toni que sou, acabei por aceitar.

Já me pediram para procurar muita coisa mas nunca fui procurador de ninguém e com tal não sabia bem qual seria o protocolo para esse tipo de acontecimento. Será que tenho que ir de fato e gravata ou tenho que me apresentar à imagem de quem eu represento? Se fosse a segunda hipótese lá teria eu que andar com um pullover às costas.

Responder a um quiz sobre quem eu iria representar, comentar a atual situação do mercado imobiliário ou cantar o hino nacional foram hipóteses que me passaram pela cabeça mas que acabaram por não se realizar.

Entro no cartório notarial e já tinha uma mesa disponível para preencher a papelada. A prometida meia hora de duração do evento parecia seria uma realidade. Claro que estava enganado.

Depois do papel preenchido, a espera foi longa até sermos chamados para uma sala. Uma senhora lia em voz alta um documento Word que era transmitido num ecrã. Não havia pipocas nem rebuçados para acompanhar. Ao menos o texto podia passar ao estilo Star Wars para dar um pouco mais de emoção. A história não era cativante e acabei por perder o interesse passado pouco tempo. Assinei mais uma folha e procurei logo a saída mais próxima. 

Perdi hora e meia da minha vida naquele edifício e nem sequer levei o cheque para casa.  

Comentar:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.